Notícias


Trigo ganha força em MT

Cooperativas são apontadas como alternativa moderna e viável para alavancar produção
   02/04/2014
Fonte: Assessoria    

Mato Grosso é campeão quando o assunto é produção de grãos e rebanho bovino. O Estado se destaca na produção de soja, milho, algodão e se agora se organiza para dar inicio ao cultivo do trigo. Para discutir e planejar as ações foi criada a Câmara Técnica do Trigo, onde o Sistema OCB-MT tem assento e o assunto está ganhando força, principalmente depois da apresentação do Projeto de Lei nº 455/2013, que institui o Fundo de Apoio à Cultura do Trigo (Factrigo), de autoria dos deputados José Riva (PSD) e Neldo Weirich (PR), a proposta é viabilizar a pesquisa, a produção e industrialização do trigo, a exemplo do que aconteceu com a soja, com o algodão e o milho.

O Factrigo foi debatido com produtores, cooperados, pesquisadores e instituições representativas, em duas audiências públicas, realizadas em regiões polos de produção da cultura, localizadas nos municípios de Primavera do Leste e Lucas do Rio Verde. “Durante as audiências a participação do Sistema OCB-MT sempre foi ressaltada, indicando o cooperativismo como forma moderna e eficiente para diminuir custos, ganho de escala e comercialização”, disse o Analista Econômico Harri Stiegemeier, representou o Sistema OCB-MT nas audiências púbicas e é membro da Comissão do Trigo.

Com potencial de 3 milhões de hectares de terras adaptáveis para o cultivo do trigo, o estado de Mato Grosso consome aproximadamente 118 mil toneladas/ano do subproduto da farinha. Especialistas mostram a experiência bem sucedida de outros estados que apostaram no trigo como alternativa para o período de transição da lavoura, aliada ao solo e clima favorável de Mato Grosso.

O Fundo de Amparo à Cultura do Trigo tem com o objetivo de viabilizar a pesquisa, a produção e industrialização do trigo, a exemplo do que ocorreu com outras culturas como soja, algodão e milho. Como receita principal a contribuição será no valor de 0,1 (um décimo) da Unidade Padrão Fiscal (UPF/MT) por tonelada de farinha de trigo comercializada no estado.

 

Fonte: Sistema OCB-MT