Notícias


Sicredi participa da Conferencia Mundial das Cooperativas de Credito na Australia.

   26/07/2014
Fonte: Assessoria/Portal do Cooperativismo de Credito   

Teve início neste domingo, 27/07/14, em Gold Coast, no leste da Austrália, a conferência mundial do Woccu, o Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito.

O presidente da Sicredi Univales  Juares Antonio Cividini e o Assessor de Comunicação e Marketing Sergio Sanzovo estão participando juntamente com uma comitiva formada por 70 pessoas ligadas ao Sicredi Nacional dentre eles Presidentes de Cooperativas, Centrais, Conselheiros, Executivos,  Assessores e Gerentes.

 

 

A comitiva saiu do Brasil dia 17 passaram por Dubai  e desembarcaram em Sydney na Austrália dia 19 de Julho.

Em entrevista para as emissoras de radio o presidente Juares Cividini disse que a comitiva visitou a sede do Rabo Bank na Australia uma instituição parceira do Sicredi em seguida visitou varias cooperativas de credito até a Cidade de Gold Coast onde acontece a Conferencia.

A Abertura do Evento aconteceu na noite do dia 27 com a participação de mais de 1800 pessoas, Os países com maior destaque em participação são: Austrália com 740 pessoas, Estados Unidos com 255, Canadá com 149, Nova Zelândia com 99, o Brasil e o Quênia com 75 participantes.

 

 

Na abertura do evento o Presidente do Woccu, Grzegorz Bierecki, destacou alguns pontos importantes: “o movimento cooperativo mundial tem respondido de forma adequada aos desafios da crise financeira mundial. O Woccu é a voz de mais de 200 milhões de pessoas no mundo, no G20, no Comitê de Basileia, por exemplo. O marco regulatório deve ser proporcional ao risco apresentado e não deve ser igual para todos. Temos de mudar a regra atual em que as pessoas com maior lobby obtém melhores resultados. A crise financeira abriu um mar de possibilidades para as cooperativas financeiras, lembrando-nos dos princípios cooperativos, que contribuem para nossa resiliência, nossa estabilidade e nossa auto-suficiência. Investidores externos não pressionam as cooperativas a terem resultados melhores. Somos movidos pelas pessoas e não pelo capital. Muitas pessoas escolhem as cooperativas ao invés dos bancos comerciais, para fazerem parte de algo ético e descente. Em muitos países as cooperativas são uma alternativa ao sistema financeiro, em outras são a única opção disponível. Em muitos países o crescimento poderia ser maior se existisse maior cooperação entre as instituições cooperativas existentes. Por centenas de anos as cooperativas financeiras tem construído um mundo melhor. Raiffeisen, Desjardins, e outros, fizeram um esforço, não pelo lucro, mas para servir as pessoas. Seus pensamentos e princípios brilham novamente e atraem milhões. O momento do cooperativismo chegou, vamos agir em conjunto.”

Visita a Uma Cooperativa de Credito em Porto Macquarie.

Conheça os principais dados do cooperativismo financeiro segundo o Woccu:

20140726-094133-34893223.jpg