Notícias


Lideranças distem o cenário do Cooperativis

   30/11/2015
Fonte: Assessoria OCB-MT    



Mais de cem líderes do cooperativismo mato-grossense participaram do VI Encontro Mato-grossense de Lideranças Cooperativistas, realizado Sistema OCB/MT no dia 26 de novembro, em Cuiabá.  A proposta foi traçar uma análise do cenário do cooperativismo, trocar de experiências e avaliar tendências e mudanças que contribuam para o desenvolvimento do Sistema. 

Para o presidente do Sistema OCB/MT, Onofre Cezário de Souza Filho, “o cooperativismo de Mato Grosso está em transformação, pois é um estado que tem inovações, respeita os nossos princípios, a história e o passado”. Cezário enfatiza que “apesar de termos um cooperativismo novo, já está em transformação e o instrumento para transformar é a educação. Em Mato Grosso a nossa ferreamente será o I.COOP, que é nossa faculdade do cooperativismo, que chega com o propósito de transformar, não só nosso estado, mas também contribuir com a transformação do cooperativismo de todo país”.

O presidente do Sistema OCB, Marcio Lopes de Freitas, discorreu sobre cenários atuais e o planejamento estratégico realizado pelo Sistema OCB, a atualidade brasileira, na qual estamos inseridos, não é muito agradável, por conta do momento da deterioração do sistema político e seus graves impactos para a economia nacional. “O cenário que nós vivemos no Brasil não é muito agradável, por conta do momento da deterioração do sistema politico brasileira, que leva a uma deterioração da economia, mas as cooperativas encaram as possibilidades e oportunidades nesses processos econômicos de uma maneira diferente das demais empresas mercantis, fazendo com que as cooperativas surfem essa onda com mais razoabilidade”.

O presidente do Sistema Nacional, disse que apesar desse cenário nebuloso, “as cooperativas de Mato Grosso, como as cooperativas de Tocantins, sul do Pará , uma parte da Bahia, levam ainda uma outras vantagem, pois são de uma geração de inovadores, ousados e vejo que terão um sucesso maior nesses ambientes,  até mais do que o cooperativo mais tradicionais do sul e sudeste”.

A programação do encontro previu, também, um momento com a escritora Marta Gabriel, especialista em mídias sociais e comunicação estratégica. Ela abordou o tema ‘Futuro da Comunicação Frente às Mídias Sociais: Oportunidades e Riscos’. “É necessário abraçar as novas mídias, porém prestando atenção nas características de seu público, pois cada região, cada cidade, as pessoas usam de maneira diferentes o facebook , o celular, o jornal, a rádio, e é preciso entender como as mídias colaboram uma com as outras e atuar estrategicamente nelas”. Marta Gabriel enfatizou que as pessoas estão usando cada vez mais as mídias sociais, e é preciso chegar até esse público para competir no atual cenário. “Sempre existe medo quando existem coisas novas, mas esse medo não vai passar nunca, porque sempre existirão coisas novas. A saída é fazer aos poucos e encarar o medo. Sempre teremos um cenário desafiador”.

O diretor do BRINCLab da Columbia University, Marcos Troyjo, discorreu sobre a importância da promoção internacional do estado, sendo uma agenda para Mato Grosso, evitando impactos às cooperativas. “As cooperativas são unidades essenciais para a produtividade de Mato Grosso e do Brasil, porque hoje a soma das partes é muito mais forte nesse mundo tão competitivo do que se cada um for partir de sua única e exclusiva unidade”, disse. Para Troyjo, “é importante que as cooperativas tenham um ideal de solidariedade de cooperação, mas que também façam um planejamento estratégico e percebam o que está acontecendo no mundo, as novas oportunidades de investimento, as novas modalidades de acesso a crédito, a necessidade que temos de internacionalizar os nossos negócios. Se as cooperativas conseguem se adaptar a esse mundo eu tenho certeza que isso será uma grande ferramenta para o desenvolvimento do Brasil”.

DIA “C” - Durante o VI Encontro, as 44 cooperativas que participaram com ações no Dia C 2015, receberam um troféu e um exemplar da revista do Dia C, que apresenta um balanço das 148 ações realizadas por mais de 4 mil voluntários e que beneficiaram quase 60 mil pessoas.

PRÊMIO SESCOOP EXELÊNCIA - Na oportunidade o superintende do Sistema OCB/MT, Adair Mazzotti, destacou as cooperativas vencedoras do Prêmio Sescoop Excelência de Gestão e mostrou que Mato Grosso foi o Estado com maior participação na segunda edição do Prêmio ciclo 2015/2016. Na análise feita foi levado em consideração o  número total de cooperativas brasileiras em 2014, o número de cada estado e as cooperativas participantes e vencedoras do Prêmio.

Do total das cooperativas brasileiras, 6.582, 246 se inscreveram no Prêmio, representando 3,74% delas; 50 foram classificadas e 32, de nove estados, foram premiadas nas categorias ouro, prata e bronze. “Mato Grosso contou com 19 inscrições no Prêmio, que representam 8% do total das inscritas; dessas 9 foram classificadas, o que significa 18% delas; e cinco foram premiadas, representando 15,6% delas. No âmbito geral de classificação, Mato Grosso, com 159 cooperativas registradas no Sistema OCB, ou seja 2,4% do total das cooperativas brasileiras,   teve a maior participação proporcional, com 3,1% das cooperativas premiadas”, mostrou Mazzotti. A segunda classificação, proporcional, foi o estado do Espirito Santo com 2,2%.

“Fizemos uma avaliação de nossas estratégias e do papel do Sistema OCB/MT nesse processo;  deu certo tanto em 2013, quando com duas cooperativas premiadas, como este ano com cinco; deu certo”, frisou o superintendente.

AGE OCB/MT – Os presidentes e representantes das Cooperativas do Sistema OCB/MT, participaram também no dia 26 de novembro da AGE - Assembleia Geral Extraordinária – do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Mato Grosso – OCB/MT, que aconteceu noHotel Business Prime, em Cuiabá.  

 

Apreciação e aprovaram o Orçamento do Exercício de 2016, com ênfase no orçamento sindical. O Orçamento Geral Anual do Exercício de 2016 também será ratificado na Assembleia Geral Ordinária a realizar-se no exercício de 2016, nos termos do Art. 16 – Inciso III do Estatuto Social.