Notícias


Sicredi vai liberar R$ 7,6 bilhões no Plano Safra 2013/2014

Estão previstas 165 mil operações de financiamento
   13/06/2013
Fonte: (Fonte: Globo Rural Online)   

Brasília, 11/6/2013 - O ciclo 2013/2014 do Plano Safra começa no dia 1º de julho de 2013 e o Sicredi, instituição financeira cooperativa, projeta liberar R$ 7,6 bilhões em crédito rural. A previsão é de efetivar cerca de 165 mil operações, 10 mil a mais do que no período anterior.

A liberação de recursos pela instituição registra crescimento constante em valores e em número de operações nos últimos anos. Enquanto no Plano Safra 2010/2011 foram liberados R$ 4,3 bilhões em 145 mil operações, no ciclo 2012/2013 - que está encerrando -, o montante é de R$ 6,3 bilhões em 155 mil financiamentos, um aumento de 47% e 7% respectivamente. Também foi registrada redução nos índices de inadimplência de crédito rural e recursos direcionados, de 0,65% para 0,22%, de março de 2012 para março de 2013, reflexo da natureza cooperativa do negócio.

 Do montante de R$ 7,6 bilhões para a Safra 2013/2014, 21% maior do que o Plano Safra 2012/2013, R$ 6,3 bilhões serão direcionados para custeio, comercialização e investimento com linhas do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e voltadas aos demais produtores. O outro R$ 1,3 bilhão será liberado em operações com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

 O custeio é uma das finalidades do crédito rural e destina-se a cobrir as despesas normais dos ciclos produtivos das atividades agrícola e pecuária, tais como plantio de lavoura e formação de pastagens. A comercialização engloba despesas posteriores ao cultivo e produção como transporte, beneficiamento e armazenamento dos produtos para venda futura. Os recursos para investimento podem ser usados na construção de silos, compra de maquinário, implementação de lavoura permanente, projeto de recuperação de pastagens e aquisição de rebanho.

 O gerente de Crédito Rural do Banco Cooperativo Sicredi, Antonio Sidinei Senger, recomenda que, antes de solicitar o crédito, o associado faça o planejamento da próxima safra – o que vai plantar, qual é a área de cultivo e o orçamento necessário com base na análise de solo e sob orientação técnica sobre o uso dos insumos e os demais serviços que serão utilizados.
(Fonte: Globo Rural Online)