Notícias


"Cooperativas melhoram o mundo"

   05/07/2013
Fonte: (Fonte: Sistema Ocesc)   

Confira a mensagem especial do presidente do Sistema Ocesc, Marcos Antônio Zordan, em comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo

 

Florianópolis, 4/7/2013 - O cooperativismo pode mudar o mundo. As cooperativas são organizações humanas inspiradas em princípios da conjugação de esforços com objetivos econômicos. Os sete princípios cooperativos, linhas orientadoras através das quais as cooperativas levam os seus valores à prática, expressam com altissonância sua natureza: adesão voluntária e livre, gestão democrática, participação econômica dos membros, autonomia e independência, educação/formação/informação,  intercooperação  e  interesse pela comunidade.

No dia internacional do cooperativismo, comemorado no primeiro sábado de julho, Santa Catarina tem muito a festejar. Esta é a unidade da Federação brasileira com maior taxa de adesão ao cooperativismo. As 263 cooperativas associadas à Organização das Cooperativas do Estado (Ocesc) reúnem, em seu conjunto, 1 milhão 464 mil famílias. Isso significa que metade da população estadual está vinculada a essa evoluída forma de associativismo.  

Em 2012, essas cooperativas geraram riquezas e serviços e obtiveram receitas totais que atingiram 17,3 bilhões de reais, contribuindo para elevar a qualidade de vida de amplos estamentos da sociedade catarinense. Elas disputam o mercado em todas as áreas da ação profissional ou econômica, enfrentando os mesmos desafios das empresas mercantis. Não recebem, objetivamente, nenhum benefício do Poder Público. Prova disso que, no ano passado, somente as cooperativas que operam em território barriga-verde recolheram 1 bilhão e 30 milhões de reais em tributos federais, estaduais e municipais. Seus resultados, entretanto, são distribuídos na justa proporção do esforço de cada um de seus associados.

Centenas de afamadas e reconhecidas marcas que estão no mercado nacional e internacional, aprovadas e valorizadas por milhões de consumidores, pertencem a empresas de natureza cooperativistas que operam em algum de seus 13 ramos, como o agropecuário, saúde, crédito, consumo, infraestrutura, transporte, trabalho, produção, habitacional, mineral, especial, educacional e turismo.

Outro dado revelador da ação cooperativista é a prioridade à educação: no ano passado, em formação profissional de dirigentes, cooperados e colaboradores, programas educacionais, treinamentos, monitoramento das cooperativas e outras ações, as cooperativas investiram 12,8 milhões de reais e capacitaram 97 mil catarinenses.

Como se constata soberbamente em Santa Catarina, o cooperativismo  deixou de ser apenas uma doutrina bonita, apurada e reconhecida mundialmente para transformar-se em um grande e eficaz instrumento de transformação da sociedade humana através da cooperação e da cidadania.
(Fonte: Sistema Ocesc)